100 ANOS DA BATALHA DE LA LYS

 

Passam hoje 100 anos sobre a dramática batalha de La Lys em França,

“batalha travada em 9 de abril de 1918, durante a Primeira Guerra Mundial, entre as forças da Alemanha e do Im

pério Austro-Húngaro, por um lado, e a coligação de países em que se destacavam a Inglaterra, a França e

Portugal, por outro. 

A batalha decorreu numa planície pantanosa banhada pelo Rio Lys e seus afluentes. 

As forças portuguesas assumiram a disposição de um trapézio, cuja face voltada para o inimigo se estendia por

11 km, dispuseram-se em três linhas de defesa. 

Este foi um dos mais sangrentos confrontos em que esteve envolvido o Corpo Expedicionário Português, que 

aqui teve as seguintes  baixas: 1341 mortos, 4626 feridos, 1932 desaparecidos e 7440 prisioneiros.”

(in. Infopédia)

 

Segundo os registos do Arquivo Histórico Militares e dos arquivos da Junta de Freguesia, durante a 1ª Guerra Mundial integraram o Corpo Expedicionário Português pelo menos 30 soldados naturais de Vila Nova de Tazem, tendo alguns deles combatido na batalha de La Lys há precisamente 100 anos.

Dos 30 soldados apenas um não regressou a Portugal, tendo desaparecido na Batalha de La Lys.

Numa singela homenagem, a Junta de Freguesia de Vila Nova de Tazem, recorda aqui o nome desses soldados Vilanovenses:

 

ÂNGELO PINTO BATISTA

ANTÓNIO BATISTA MORAIS

ANTÓNIO CAETANO DA CRUZ

ANTÓNIO DA COSTA BORGES

ANTÓNIO DO AMARAL

ANTÓNIO LOPES PAIVA

ANTÓNIO PEDRO

ANTÓNIO TOMÁS

ARNALDO FERREIRA PESSOA

AUGUSTO PEDRO MARTINS

EDUARDO AUGUSTO CARDOSO

JOÃO DA CRUZ MENDONÇA

JOAQUIM DOS SANTOS SEABRA

JOSÉ COSTA TEIXEIRA

JOSÉ DA SILVA BATISTA

JOSÉ LOPES DA CRUZ

JOSÉ NUNES BATISTA

JOSÉ RIBEIRO DE MOURA

JOSÉ SARAIVA

MANUEL D´AMARAL

MANUEL LOPES

MANUEL RODRIGUES MALTEZ

 

SOLDADOS QUE COMBATERAM NA BATALHA DE LA LYS:

 

DANIEL PINTO DE OLIVEIRA

(desaparecido em 9 de abril de 1918 sendo feito prisioneiro,

presente em 20 de novembro de 1918

EVARISTO FERNANDES ANDRÉ

(desaparecido em 9 de abril de 1918

nunca regressou a Portugal)

JOÃO NUNES BATISTA

(ferido na batalha de La Lys)

JOSÉ BORGES HORTA

JOSÉ DOS ANJOS

(desaparecido em 9 de abril de 1918 sendo feito prisioneiro,

presente em 19 de janeiro de 1919)

MANUEL LOPES DA CRUZ

RAMIRO HENRIQUES DA CRUZ

SILVÉRIO FERNANDES ANDRÉ

 

 

100 ANOS DA BATALHA DE LA LYS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *